• Equipe wwwarpando

Crianças com superpoderes mudam o mundo brincando!

O meu artigo de hoje se propõe a uma reflexão acerca da necessidade de mudanças no nosso planeta e aproveito para propagar excelentes ações que podem gerar impacto positivo em um futuro não muito distante. Assim, eu escolhi falar do projeto LiveLab - Jornada X, idealizado pelo Edgar Gouveia Jr., arquiteto urbanista, pós graduado em jogos cooperativos, que dedica sua energia para mobilizar crianças, jovens e adultos para a realização de ações coletivas que podem criam revoluções comunitárias, de forma leve, por meio de jogos e gincanas com objetivo de transformar o mundo em que vivemos em um lugar melhor, mais sustentável.


Edgar é uma alma sensível com grande empatia e uma visão de mundo diferente do mundo que se descortinava em sua frente ainda quando criança, trazendo reflexões importantes desde cedo. Diante de cenas expostas na televisão que retratavam a fragilidade humana, a fome, a pobreza extrema e até mesmo horrores de guerras, Edgar entrava em uma autoanálise precoce revelando-lhe grande poder de consciência humana, que lhe colocava diante de um confronto pessoal no qual, para continuar vivendo sem ser negativamente contaminado pela barbárie humana, ele decidiu que não era humano, ou pelo menos não escolheria ser um humano tal qual a realidade se apresentava. A grande questão era porque os seres humanos ficavam paralisados diante do horror, das desigualdades e da destruição ambiental da nossa morada, paralisados sem ação?

Aos 12 anos, Edgar viveu uma gincana envolvendo uma cidade inteira em Paraty que lhe trouxe poderosos insights. Nessa experiência, ele percebeu o poder de mobilização das pessoas quando desafiadas e o poder de solução de problemas quase impossível que um grupo (nesse episódio, uma cidade inteira) pode criar a partir da inteligência coletiva de forma divertida, mesmo diante de um prazo “aparentemente impossível”, sem nenhum recurso financeiro disponível para a realização.


Edgar decidiu que precisava fazer algo que gerasse resultados concretos, percebidos e sentidos por nós e criou uma grande gincana, um jogo, para transformar o mundo de forma divertida, leve, rápida e com poucos recursos, onde duas premissas foram importantes nessa construção:


(i) Os seres humanos adultos estão muito ocupados com seus trabalhos, com suas famílias e adaptados a uma bruta realidade que, ao olhar o tamanho do desafio, não se sentem motivados ou encorajados a realizar grandes ações que efetivamente podem provocar impacto, mesmo que lá no fundo da essência humana se reconhecia que o mundo atual não está bom! Mesmo pessoas com consciência da necessidade de preservação do planeta e ativistas em suas lutas, com clareza de propósito constroem narrativas que direciona o impacto necessário. No entanto as ações necessárias para impactar de verdade eram delegadas aos principais líderes mundiais que incluem algumas questões em suas agendas, mas com velocidade de transformação lenta para que possamos criar cases de sucesso necessários para gerar uma grande transformação.


(ii) As crianças e jovens são pessoas com esperança, com desejos legítimos de viver em um mundo melhor, possuem espontaneidade e estão em momentos de descoberta do mundo, expressando certa ingenuidade que, quando combinada com a alegria e vontade de se divertir podem acender um fogo interno do mais puro amor e que podem ser transformados em energia para a ação. Outro aspecto importante é que os adultos se sensibilizam quando uma criança faz um pedido de ajuda para salvar o mundo em que ele viverá, em um futuro próximo e, na maioria das vezes, reagem positivamente, podendo gerar até reflexões que outrora ainda não ocorria.

Assim, Edgar criou o jogo Jornada X, onde as crianças e jovens usam a tecnologia das redes sociais para se conectarem com outros jovens e formar um time de super-heróis, onde aprendem a definir um propósito em comum, encontram seus superpoderes e se organizam de forma colaborativa para executarem missões que geram impacto no mundo, enquanto se divertem, de forma rápida e eficiente. Além de mobilizarem muitos adultos para ajudarem nas missões até então impossíveis, essas crianças e jovens vivem na prática o desenvolvimento de competências (conhecimentos, habilidades e atitudes) importantes na atualidade e que serão essenciais no futuro como a colaboração, a empatia, a compaixão e a capacidade de realização.


Realmente um laboratório na formação de futuros líderes.


Eu conheci o Edgar como professor da pós-graduação em pedagogia da cooperação e eu percebi como são profundas e inteligentes as reflexões que ele constrói para repensar a arquitetura humana na criação de um mundo melhor. Por essa razão, eu resolvi compartilhar esse projeto com nossos leitores para que também conheçam os resultados incríveis que crianças e jovens estão realizando ao redor dos cinco continentes e se inspirem para a ação.


Vejam alguns artigos no blog que nos ajudam na compreensão do nosso papel na construção de um mundo melhor. Ao final, seguem as referências de alguns vídeos publicados pelas equipes em ação, bem como o site do projeto.


Por: Reinaldo Rachid


Esse artigo atende à diversos objetivos de desenvolvimento sustentável – ODS – em especial:










Artigos relacionados no blog:





Sim, é possível - Por Simone Catalan










Qual a relação das Brincadeiras Infantis com... Parcerias, Colaboração, Confiança e Interesse? - Por Simone Catalan










Imagina - Por Pá Falcão







Link do projeto: https://www.livelab.org.br/


Resultados incríveis inspiradores para que você crie novas possibilidades:

https://youtu.be/CHTHmx18gME

https://www.youtube.com/watch?v=595uxnkv0fc&t=9s


#sosplaneta #jornadaX #EdgarGouveia #Cooperação #inovacaosocial #colaboracao #educacao #reinaldorachid




35 visualizações

Receba nossas atualizações

  • YouTube - círculo cinza
  • LinkedIn - círculo cinza
  • Instagram