• Equipe wwwarpando

Estabeleci minhas metas e o que devo fazer?


No meu último artigo, eu abordei os aspectos importantes a serem considerados quando se estabelecem metas. Neste artigo, eu vou mostrar os passos adicionais para se ter sucesso no alcance dos objetivos pessoais e profissionais.


Toda meta apresenta uma certa dose de desafio, uma vez que se trata de um resultado a ser alcançado e que não está “disponível” no momento em que

é estabelecida. Uma vez definida, a meta deveria ser vista como um problema bom que é criado para ser resolvido. A distância entre o estágio atual e a meta a ser alcançada é o que se chama do esforço necessário para a captura do resultado desejado.


Esse mesmo desafio pode, com o passar do tempo, continuar inspirando muitas pessoas a imprimir maior velocidade de ação, mas para outros pode se tornar desanimador, principalmente quando se percebe que o prazo está se reduzindo (ele nunca aumenta) e o resultado ainda se encontra bem distante da meta. Ao longo do tempo, outros eventos, outras necessidades, até mesmo outros objetivos surgem e podem contribuir para que a meta que lhe inspirou no início ano seja abandonada. Como continuar perseguindo o resultado desejado sem desanimar? É preciso disciplina para a execução.


Por essa razão, eu recomendo que você siga os passos abaixo para fortalecer a sua capacidade de execução:


  1. Após definir o resultado desejado, desdobre essa meta em valores e prazos menores que lhe permitam observar o resultado ao longo da trajetória.

  2. Pegue um papel e coloque sua meta em uma caixa à direita. Esse será seu campo de responsabilidade com o que se quer alcançar. No entanto, esse resultado desejado é a consequência de uma série de outros fatores que precisarão ser compreendidos, uma vez que as ações que precisarão ser executadas estarão associadas ao que chamamos de causa-raiz do problema.

  3. Mas como descobrir a causa fundamental? Nessa mesma folha, veja a figura 1, desenhe uma linha central e pelo menos umas 5 linhas diagonais saindo do eixo central. Você verá que o resultado se parecerá com uma espinha de peixe.

  4. Comece a perguntar: por que esse resultado desejado já não foi alcançado? Registre em uma ponta. O que lhe impede de conquistar logo essa meta? Registre também. A cada resposta obtida, pergunte novamente por que essa resposta que apareceu existe? Abra uma nova linha abaixo do tópico previamente adicionado e registre novamente. Repita a mesma pergunta, registrando as respostas sucessivamente. Nesse momento, estamos usando a técnica dos 5 Porquês para descobrir as causas fundamentais que podem impedir o alcance da meta.

5. Para cada causa fundamental você precisará perguntar: que ações precisam ser feitas para bloquear essa causa ou reduzir seu impacto no resultado que se quer alcançar? Registre em uma tabela cada resposta, buscando sempre iniciar com um verbo no infinitivo, mostrando claramente que se trata de uma ação. Repita a pergunta para uma nova causa-raiz.|

6. Listadas todas as ações, você precisará definir um prazo final para que cada uma seja executada. Em uma coluna com o título “Até quando” registre uma data limite para a realização de cada ação. Lembre-se que esses prazos precisam estar alinhados com o prazo do objetivo que foi estabelecido na meta (objetivo, valor e prazo).

7. Para cada ação, estabeleça também o responsável por sua execução. É comum que algumas ações precisarão ser executadas por outras pessoas. Nesse caso, informe adequadamente a pessoa que se está estabelecendo uma ação para ela, negociando e revisando o prazo. Coloque apenas um nome. Caso tenham duas pessoas executando, reescreva a ação duas vezes, nominando-as para os dois responsáveis.

8. Estabeleça uma rotina periódica (semanal, quinzenal e mensal) para que possa checar os resultados alcançados e também se cada ação planejada foi executada. O segredo aqui está em ver não somente o resultado, mas também checar se o que foi previsto foi de fato executado. Ao constatar que o resultado do período não foi alcançado, repita o item 2 até o item 8, reavaliando os resultados no próximo ciclo.


Em uma pesquisa que realizei em vários projetos de consultoria de gestão, eu constatei que em 80% das metas que não foram alcançadas, a principal causa foi a não execução do que foi planejado.


Seguindo os 8 passos descritos acima, você terá muito mais elementos que lhe ajudará na disciplina da execução e aumentarão as chances de alcançar suas metas. Dessa forma, você terá um planejamento robusto. Um bom planejamento não consiste em apenas definir a meta, mas também pensar em toda a trajetória que será trilhada. É nesse caminho a ser percorrido que você se surpreenderá com inúmeros aprendizados que lhe agregará mais conhecimento sobre o desafio e sobre o resultado que ser quer construir.


Por: Reinaldo Rachid

Leia mais:






Quais são suas metas para 2021? - Pelo Reinaldo Rachid











Branca de Neve e a Pandemia - Pela Pá Falcão












Perspectivas para 2021 - Pela Simone Catalan

12 visualizações0 comentário