• Equipe wwwarpando

Novas tendências para a exposição de sua trajetória de carreira no mercado de trabalho

Agradeço a leitura das outras partes desta coleção sobre renovar sua forma de se expor no mercado de trabalho e espero que tenha sido útil para você... reescreveu seu Currículo?


Há alguns anos atrás, falávamos, em relação a Recrutamento & Seleção de profissionais, que estávamos vivendo uma “Guerra por Talentos” . Vagas a serem fechadas e falta de gente qualificada para acupá-las. E, por qualificada, entenda tudo: desde condições técnicas até competências com um jeitão mais comportamental. Quantas foram as vezes que, como profissional de RH, ouvi gestores reclamando de não encontrarem candidatos para suas vagas... sempre faltava uma coisa ou outra e eu sempre perguntava: “Mas, quem tem o “melhor conjunto”?” E agora, com a crise, com tanta gente boa no mercado?


E nem sempre, e eu diria, quase nunca, o melhor conjunto não consegue ser exposto em uma das ferramentas, até agora, mais importantes para identificar um profissional, que é o Curriculum Vitae (Currículo, CV...)


E esta “angústia”, de escolher o melhor profissional para atuar em seu time e apoiar a solução de problemas futuros e conquistas de metas, sem uma bola de cristal, tem sido a dor das organizações. E, esta dor serve para estimular a reflexão e a criação de alternativas.


O que há de “novo”? No meu dia-a-dia, não estou focando em ferramentas novas e sim em um novo conceito: Criação de sua marca pessoal... Eu, você, como um produto humano com suas características e benefícios, à disposição do mundo para colaborar na construção de soluções para melhorar este mundo. Tá! Fui muito longe... que tal pensar, então, em um produto humano útil para a atuação em seu raio de alcance...


Ouvia de meu pai que ele, quando chegava no escritório dele para trabalhar, deixava para trás todo o resto de si, todos os seus outros papéis e só ativava o de profissional. Possível isso? De verdade, acho que não... Então, por que as formas de exposição de nossa carreira são fragmentadas?


Fica a reflexão de como montar um kit de mim mesma para me expor, neste mundo de conexões, informações e imagens, de maneira a gerar uma figura de mim mesma o mais próxima possível do que eu realmente sou... em todos os aspectos... não somente com o foco no trabalho. Gerar credibilidade, gerar identificação e representatividade. E sabe o que é mais legal? O poder que cada um de nós tem de escolher o que mostrar e como mostrar.


Sugiro a pesquisa e a tentativa de fazer um Vídeo CV, ou gravar um podcast sobre você. Tenho um conhecido que resolveu criar a play list que o representa, não só com músicas que ele gosta, mas sim com aquelas que, nas estrofes, trazem mensagens sobre ele. Já vi pessoas colocando um QR code no CV e, quando lido pelo celular de alguém, traz uma mensagem gravada de suas vozes, contando algo. Há outros que estão usando o artifício de “storytelling”, pegando partes de suas vidas e contando uma história, que retrate a forma de ser e agir... Enfim, a associação da tecnologia com o que é mais humano e individual, que é a trajetória de cada um de nós. Com nossas características e “jeitão”... rs...


Consulte:

https://oglobo.globo.com/economia/emprego/video-curriculo-aprenda-fazer-seu-23477990


https://jobecam.com/


https://blogrh.com.br/como-o-rh-esta-inserido-as-novas-tecnologias-em-seus-processos/


https://www.mundodomarketing.com.br/artigos/anatolii-riabyi/38501/como-criar-a-sua-marca-pessoal-instrucoes-passo-a-passo.html


Por: Lígia Mardiression

Leia também:





Um olhar de renovação... Há quanto tempo você não atualiza seu CV? PARTE 1











Um olhar de renovação... Há quanto tempo você não atualiza seu CV? PARTE 2










Um olhar de renovação... Há quanto tempo você não atualiza seu CV? PARTE 3





Receba nossas atualizações

  • YouTube - círculo cinza
  • LinkedIn - círculo cinza
  • Instagram