• Equipe wwwarpando

O ponto de vista é apenas a vista de um ponto

Hoje a conversa será sobre pontos de vista, na perspectiva da venda e do atendimento ao cliente. Afinal, nesse tempo de Pandemia e após termos conversado sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável faço alguns questionamentos: A sustentabilidade e o bem comum estão inseridos no cotidiano das empresas e das pessoas? Será que a experiência de consumo se alterou? Será que as empresas estão repensando os seus valores? Será que as pessoas que ficaram desempregadas estão empreendendo e trazendo outros sentidos? Será que as relações com os clientes mudaram? E as relações com as redes sociais, após o boom de lives? Como será no futuro? Por onde começamos a pensar sobre esse novo processo de venda?


São diversas questões que podemos "brincar" de respondê-las. Costumo iniciar os pensamentos para essas questões a partir da perspectivas de propósito, diferenciais, missão, valores da empresa, produto, serviço ou pessoas envolvidas nas criações e negociações. Percebo diversos pontos de vistas, mas duas perspectivas ficam muito claras para mim: uma perspectiva das pessoas, microempreendedores e empresas estarem, pós pandemia, procurando ainda mais uma conexão com a essência, com o propósito ou com os seus diferenciais. Sobre outra perspectiva vejo que existe uma busca por se adaptar para as novas demandas dos clientes, seja na adaptação da empresa para o mercado digital, seja para reprogramar meio de entregas dos produtos / serviços, seguir novas normas de segurança, adaptar as novas formas de comunicação e captação de clientes, etc etc.


Diante dessas perspectivas considero ser importante colocar o risco de nos perdermos frente à tantas mudanças e novos desafios. Riscos de desconectar da essência em busca de um atendimento ao cliente, assim como o risco de não conseguir se adaptar ao "novo" cliente. Risco de geramos um volume excessivo de comunicação e não conseguirmos transmitir o que realmente importa, na profundidade necessária. Risco de ficarmos utilizando de antigas técnicas de venda e negociação e não conseguirmos construir novas ferramentas e perspectivas para o novo momento. Porém, o maior risco que percebo é o de focarmos no curto prazo, na sobrevivência imediata e nos esquecermos de pensar o contexto a partir de uma visão ampliada, sustentável, social e esquecermos que estamos nessa situação Pandêmica devido a forma que nos interagimos com o Planeta.


Conte-me, qual é o seu ponto de vista, sua perspectiva sobre essas questões? Deixe aí o seu comentário.


Por: Simone Catalan

Leia mais:









Propósito: Autenticidade para Renovar - Escrito pela Conselheira Isabela Sobreira!













Mudando o olhar sobre Sustentabilidade - Escrito pela Ângela Schmidt














Ásterio e o Planeta Shopping - Escrito pela Pá Falcão.














Um olhar de renovação... Há quanto tempo você não atualiza seu CV? - Escrito pela Lígia Mardiression!







#Venda #Negociação #VendadeValor #FilosofiadoCuidado #Pandemia #NovoNormal #Simonecatalan


Receba nossas atualizações

  • YouTube - círculo cinza
  • LinkedIn - círculo cinza
  • Instagram