• Equipe wwwarpando

VENDAS EM TEMPOS DE PANDEMIA

Atualizado: Jun 17


Vender é uma arte! Quantas e quantas vezes já ouvimos essa frase? Vamos pensar sobre a sua veracidade.


Costumo dizer que o processo de venda é complexo cheio de nuances, interações e conexões.

O primeiro passo, ao meu ver, é o de sensibilização, de chamar a atenção do seu possível cliente. Alguns o atraem por ofertas, outros por investimentos nas redes, outros no grito em meio às feiras de rua... são diversas formas e metodologias para isso.


Pensando nesse momento de pandemia gosto da possibilidade de fazer isso com arte, com cultura. Afinal, nesse momento estamos vendo como a cultura é capaz de mobilizar e curar. Não é mesmo? Curar? Sim nos diversos cursos de venda não ouvimos falar sobre dores?


Então porque não podemos falar sobre curas? Porque existem dores? Quais são as curas?

Em um segundo passo temos toda uma etapa de criação e apresentação de uma solução.


Um momento em que você irá apresentar para o cliente a solução que criou, a partir das interações que tenha estabelecido com ele. Nessa etapa, canso de ver vendedores que não conhecem profundamente dos produtos e mercados para conseguir montar um solução eficiente, assim como aqueles que estão loucos para passar logo para a próxima fase e não aproveitam ou criam a abertura para a conversa e o relacionamento.


Penso que isso é um dos aspectos que irá modificar muito após a Pandemia.

Primeiro pela modificação do perfil de compra do cliente, acredito que já estejamos mais criteriosos para comprar qualquer produto / solução. Além disso, a informação cada vez mais está no ambiente remoto tornando as informações técnicas extremamente acessíveis para os clientes. Além disso, temos a demanda para também estar operando na e em rede. Portanto, como driblar todos esses desafios? Relacionando! Estão tentando programar os robôs para a interação, conexão, relacionar. Aqui temos ao meu ver um aspecto interessante.


A inteligência artificial é capaz de substituir um vendedor de respostas prontas e ensaiadas. Porém, será que é possível substituir um vendedor que aprofunda no que o cliente procura e deseja, que desafia o cliente a ampliar sua visão de solução, um vendedor que cria uma experiência personalizada? Acredito que não. Você não será um vendedor substituível se for capaz de se relacionar com o seu cliente de forma única. Sendo você, autêntico, entendendo o que ele realmente almeja e apresentando uma solução realmente efetiva e eficiente.


Bem, o terceiro passo seria o da negociação. Esse é o momento de você escutar e tentar compreender todas as objeções colocadas pelo seu cliente. Nesse momento, observo que muitos vendedores já possuem uma lista de respostas prontas. Tipo para a objeção x irei responder y. Isso é uma metodologia que pode ser interessante como planejamento porém, na prática, ainda sou a favor de uma conversa e escuta presente. O foco precisa estar no cliente e na real interação para solucionar a questão do cliente independente da venda imediata.


O próximo passo é o da concretização da venda, que com certeza não se encerra no pagamento, esse na verdade é só o início de um novo ciclo para aprofundamento de um relacionamento sincero. Um outro elo para o cuidado, um acompanhamento verdadeiro que irá consequentemente levar para o processo de fidelização. Porém, não me resta dúvida que precisamos investir tempo nos contatos, nas pessoas, nas interações.


Por fim, em tempos de Pandemia acredito que todo esse processo de uma venda consultiva e conectada é fundamental. Porém, o mais importante ao meu ver nesse mundo do Varejo é repensá-lo. Nesse sentido ficam algumas perguntas: Qual é a importância dos seus produtos para o desenvolvimento da sociedade? Qual a conexão real dele com as questões sócio – ambientais? Qual a real importância, a visão e missão da sua empresa com o cuidado do todo e do seu cliente? Porque existem dores?


Ao meu ver as dores são oriundas do desequilíbrio do sistema e a partir do momento que o processo de venda for realizado de forma consultiva e construtiva, teremos apenas curas! Então VENDA! Seja Arte! Seja Cura! Seja Relacionamento! Seja Conexão! Seja Presença! Por: Simone Catalan


43 visualizações

Receba nossas atualizações

  • YouTube - círculo cinza
  • LinkedIn - círculo cinza
  • Instagram